22 janeiro, 2008

Fogo

Meu amor é assim:
Intenso e inútil.
Arde, queima e ruboriza.
Como um dia de sol,
Sem nuvens.

2 comentários:

Blog da Joana Paro disse...

Inútil é não amar, não queimar, não marcar... Inútil é ficar na segurança do não sentir.
É no encontro com o outro que descobrimos a nós mesmas!
Você é sol que aquece e ilumina revelando as cores ao mundo com esse amor sem fronteiras.
Sua arte é linda como você!
Amei tudo.
Beijossss com meu amor.

Vestígios disse...

Meu amor tem pressa, não é como esses das esquinas,
Mas,
Meu amor por vezes mesmo de aluguel tarda.

Minha querida o amor, é isso mesmo, fascinante! Adorei!