16 maio, 2008

Anseio

A noite finalmente caía,
deitando meu desejo
no todo que de ti anseio.
Cobria de olhares o meu corpo pelo teu,
enquanto a descrença mostrava o dia.
Era apenas uma ilusão,
mas ardia.

Um comentário:

Jean disse...
Este comentário foi removido pelo autor.