07 agosto, 2008

Adeus




Vou-me embora plena de poesia.
Se lágrimas correrem em meus olhos,
serão de alguma alegria.

Um comentário:

Pipoca Moderna disse...

Adorei...poesia corre nas veias!
beijos