14 outubro, 2008

O Veneno de Romeu e Julieta

Juntos permanecem.
Sem romance,
Sem sexo,
Sem nexo.
Ele diferente,
Ela indiferente:
Cada um morrendo
Ao seu modo.

Um comentário:

Marcelo Albuquerque disse...

Ciça, maravilhoso! Forte e real. Somente o seu talento de poeta para sintetizar com tanta percepção a covardia que temos ao manter relações envenenadas...
Incrível! Tudo que escreve
diz forte à minha alma.
Beijos do sempre fã, Marcelo.