06 março, 2009

Êxtase e Entrega

Gosto de decifrar os teus olhos
e de somar tuas palavras
com as melodias que conheço.
Gosto de deitar os meus sonhos
em teu ombro
e deixar que meus cabelos
molhem teu peito,
secando meus temores.
Gosto quando tuas mãos
seguram meus desejos
fazendo tremer de êxtase
minha liberta alegria.
Gosto de me ver em ti,
atordoada e inteira.
Gosto daquilo que tens
e do que não tens,
porque recebo à tua maneira.
Gosto de te ver ao meu lado,
pouco a pouco em minha vida.
Gosto de te ver desarmado.
Eu estou rendida.

2 comentários:

Anônimo disse...

Lembrou-me da música do Chico que diz "Longe dele eu tremo de amor, na presença dele eu me calo, eu de dia sou sua flor, de noite sou seu cavalo... Enquanto ele dorme pesado, eu rolo sozinha na esteira"

Marcelo disse...

Meu anjo! É disto que eu falo:
doçura e intensidade. Um privilégio raro. E eu me rendo perante sua poesia e sua alma.
Você é maior que o meu universo.
Beijos