16 abril, 2006

Azul

" Eu quero a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida..."

Esperarei por você
pra ver a lua.
Deixarei a janela aberta
enquanto for noite
e houver estrelas.
E se uma delas
do céu despencar
riscando a escuridão,
fragmentará em luz
o meu desejo.
Pequenos beijos azuis.
(2005)


Um comentário:

Paulo Moura disse...

Obrigado pela magnífica obra, posso dizer que já ganhei meu 1º presente de natal.