30 dezembro, 2007

Fim de noite


Sentado na mesa da ilusão,
disse o amor ao garçom:
_Traz logo esta conta, que eu já passei do limite faz tempo!
Mas a esperança sempre pede a saideira....


2 comentários:

Stella Egreja disse...

Que tudo.

Vestígios disse...

Quanto mais mergulho em sua poesia, mais me afogo em meus labirintos. Sua poesia é maravilhosa! Posso ser sua fã?!!,aliais ja sou, rsrsrs