24 janeiro, 2008

Antes

Eu, antigamente, gostava de permanecer.
Adorava quando os dias demoravam
e amanhecíamos um no outro
entrelaçando nossos pés
nas manhãs de amor e sono.
Eu gostava quando você,
até mesmo dormindo,
afagava meus cabelos.
Era bom quando
você brincava comigo
e eu voltava a ser criança.
Antes eu queria ficar.
Queria mimar os seus dias
pra você não pensar em ir.
Queria parar o tempo
no instante do olhar.
Antes, eu queria ficar...
E hoje só penso em partir.
A vida é muito longa sem você.

5 comentários:

Rafael Ferreira disse...

Eita lelel....assim, quando sair o próximo livro..me avise....vc escreve muito bem...poemas bem gostosos de ler

chou disse...

Após a saudade, a luta; após a luta, liberdade; após liberdade, expectativa e procura; mas, logo após o encontro, evaporação e retorno à saudade...

Marcelo Albuquerque disse...

Ciça, minha menina! Sei bem o que é isto! Mas seu poema é sublime!
Como diria Guilherme Arantes: "Adeus também foi feito pra se dizer".
E sempre o sol nasce de novo e a lua volta. Nada como sonhar.
Que seu sonho seja feliz. E breve.
Beijos do sempre saudoso, Marcelo

Blog da Joana Paro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Walter Luiz disse...

É impressionante sua forma de escrever!Triste, objetiva, direta e doce.Fere fundo, envolve e encanta. è muito lindo!!!!