11 janeiro, 2008

Espanto




Hoje fui ao mesmo campo
em que costumávamos nos encontrar.
Fiquei lá a te esperar de braços abertos....
Um passarinho pousou em meu ombro.
Nada mais.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ciça! Adorei o seu espanto/espantalho!
Dê notícias! Saudades sempre. Beijos, Marcelo

Giuseppe de Chou disse...

O Fevereiro chegou e eu nem me dei conta: já desponta a "Estrela D'alva", a "Bandeira Branca" asteada. Procurei pelo riso e alegria... Sem a "máscara negra que esconde o teu rosto a "quarta-feira" é mais cinza.